Início » Viola Davis rebate críticas sobre a sua atuação em ‘The First Lady’: “Os críticos não servem para nada”
Notícias Séries

Viola Davis rebate críticas sobre a sua atuação em ‘The First Lady’: “Os críticos não servem para nada”

Viola Davis vive Michelle Obama em The First Lady (Foto: Divulgação)

A crítica especializada não pegou pesado quanto aos comentários negativos sobre ‘The First Lady’. No entanto, Viola Davis não pareceu nada satisfeita com as críticas pessoais à sua atuação na série. 

Em entrevista à BBC News, Viola Davis rebateu as críticas feitas pela sua atuação enquanto interpretava a ex-Primeira-Dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. A princípio, as principais menções dos jornalistas sobre a atuação de Viola foram a respeito de suas expressões faciais enquanto atuava e os seus lábios franzidos. 

“É incrivelmente doloroso quando as pessoas dizem coisas negativas sobre o seu trabalho”, iniciou o seu desabafo. Em seguida, a atriz comentou que se deve seguir em frente mesmo com os fracassos: “Como você segue em frente da mágoa, do fracasso? Você precisa. Nem tudo vai ser uma performance digna de prêmios”.

Veja também –  Viola Davis encarna Michelle Obama em nova série do Paramount+

Entretanto, numa resposta mais ousada, Viola Davis questiona a importância dos críticos de modo geral e diz que eles “nãos servem para nada”. 

“Os críticos não servem para absolutamente nada. E também não estou dizendo isso para ser desagradável. Eles sempre sentem que estão lhe contando algo que você não sabe”, disparou. 

A série ‘The First Lady’, que traz a visão das Primeiras-Damas durante a presidência dos Estados Unidos, foi um tremendo fracasso de crítica e audiência. Exclusiva da Paramount+, a obra teve o roteiro assinado por Cathy Schulman e a direção de Susanne Bier. 

Sobre o autor

Valtean Borges

Graduando em Geografia, aventuro-me no mundo da escrita como forma de explorar minha paixão pela 7ª arte. No Guia de Séries tenho a possibilidade de contar e viver histórias que, no futuro, servirão como grandes clássicos para as próximas gerações.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário