Início » Produção de Velozes e Furiosos 10 é tomada por caos após saída de diretor
Cinema Notícias

Produção de Velozes e Furiosos 10 é tomada por caos após saída de diretor

Justin Lin pediu para sair da produção de Velozes e Furiosos 10 (Foto: Divulgação)

A atitude tomada pelo diretor Justin Lin vem rendendo consequências em meados de Hollywood. Responsável pela franquia Velozes e Furiosos e ancorando os trabalhos do décimo filme da sequência, ele pediu demissão no meio das gravações do novo longa.

Veja também – Atriz do Esquadrão Suicida estará no novo filme de Velozes e Furiosos

Sem um substituto a vista, a Variety revelou que os bastidores estão pegando fogo. Se o clima não estava nada bom com a presença de Lin e as constantes desavenças, tudo teria desandado de uma vez por todas com a saída dele. A Universal estaria gastando uma alta grana para poder segurar a barra e não acontecer uma debandada de outras figuras envolvidas na produção.

Os gastos estão previstos na casa dos US$ 600 mil a US$ 1 milhão diários com os prováveis atrasos que devem acontecer nas filmagens a partir das próximas semanas, sem a presença de um diretor. Acrescenta-se a estes prejuízos a quantidade de agendas alinhadas e o calendário fechado previamente antes desse caos.

Veja também – Brigas nos bastidores fizeram Justin Lin deixar direção de Velozes e Furiosos 10

Estrelas como Jason Momoa, Brie Larson e Charlize Theron organizaram as rodagens de cenas de Velozes e Furiosos 10 com outros compromissos. Caso os atrasos perdurem, podem haver quebras de contrato, saída de atores do elenco e, até mesmo, refilmagens desnecessárias.

Para suceder Lin, ainda segundo a Variety, o que pesa é o calibre do cineasta. Não pode ser qualquer diretor a estar numa posição destas de uma franquia que durou tanto tempo e com tantas continuações. Outros diretores que já fizeram parte de Velozes e Furiosos não têm chances de retornar.

Veja também – Diretor diz ter se arrependido do reboot de A Múmia: “Maior fracasso da vida”

Rob Cohen (Velozes e Furiosos 1) está com a imagem manchada por acusações de assédio sexual. John Singleton (Velozes e Furiosos 2) já não está mais entre nós e James Wan, F. Gary Gray e David Leitch, diretores respectivamente dos filmes em 2015, 2017 e 2019, estão ocupados no momento. Ou seja: o problema que a Universal tem pela frente não é pequeno.

Sobre o autor

Gustavo Souza

Mestrando em Comunicação, pesquisador em Mídia e Infância e especialista em bate-papo sobre o universo da TV, novelas, cinema e streamings.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário