Início » Dahmer estreia no primeiro lugar do Top 10 e supera todas as expectativas
Netflix Notícias

Dahmer estreia no primeiro lugar do Top 10 e supera todas as expectativas

 

Cena de Dahmer: O Canibal Americano (Foto: Divulgação)

Sem sequer ter completado 48 horas da estreia, Dahmer: Um Canibal Americano é considerado um grande sucesso da Netflix. Produzida pelo mesmo criador de American Horror Story, Ryan Murphy, a minissérie está no primeiro lugar absoluto do Top 10.

Veja também – Elenco, assassinatos macabros e mais: conheça a minissérie Dahmer: O Canibal Americano, da Netflix

Os números de visualização de Dahmer ainda não foram divulgados. Entretanto, há relatos de que este mesmo fenômeno tem sido alcançado em outros países. Com a liderança, Fate: A Saga Winx foi jogada para a vice-liderança, enquanto Cobra Kai fica com a terceira posição.

Na história, Evan Peters interpreta um serial killer que chocou os Estados Unidos. A forma como ele praticava os crimes ficou marcada pelas manchetes policiais, que relatavam ocorridos aparentemente surreais e fictícios. Mas, a realidade e brutalidade dos casos marcou os anos 90.

Dahmer está na liderança do Top 10 da Netflix (Foto: Divulgação)

Dahmer: O Canibal Americano é baseada em fatos reais?

Uma das grandes novidades da Netflix para este mês de setembro, Dahmer: O Canibal Americano já está disponível na plataforma. Chegando como das grandes promessas no mundo true crime, a série já vem causando bastante alarde nas redes sociais. 

Trazendo Evan Peters, vencedor do Emmy Awards, como o grande protagonista, a série conta a história de um assassino e canibal americano. Condenado por matar 17 pessoas entre garotos e homens, realizados entre 1978 e 1991, a série aprofunda na vida conturbada e no passado já criminoso de Jeffrey Dahmer. 

Veja também –  Dolittle pode ganhar continuação após sucesso na Netflix? veja possibilidades

Com a criação e produção de Ryan Murphy e Ian Brennan e Richard Jenkins e Penelope Ann Miller no elenco de intérpretes, Dahmer: O Canibal Americano é baseado em fatos? 

A história por trás de Dahmer: O Canibal Americano 

A série foca nos acontecimentos reais envolvendo Jeffrey Dahmer, um estadunidense que cometeu crimes chocantes entre as décadas de 70 e 90. Mas, afinal, quem foi Jeffrey Dahmer? 

Veja também –  Menino Maluquinho finalmente estreia na Netflix; confira trailer e sinopse

Jeffrey nasceu no ano de 1960 em Milwaukee, Wisconsin, EUA. Assim como o seu irmão mais novo David Dahmer, era filho de Lionel Dahmer e Joyce Dahmer. Seu pai, por outro lado, era químico. Em inúmeras tentativas de se aproximar de seu filho mais velho, levava aves mortas da rodoviária para a sua casa e ensinava, por meio de seus experimentos, como limpar os corpos dos animais. Mais tarde, todos os experimentos e ensinamentos de seu pai serviriam para que Jeffrey aplicasse em suas vítimas. 

Vida conturbada 

No colégio, o garoto era considerado solitário e deslocado. Durante a juventude, diferente da infância próximo ao seu pai com os experimentos, passou a ficar rebelde e beber demasiadamente. Não demorou muito para o serial fazer a sua primeira vítima. Aos 18 anos, o jovem cometeu o seu primeiro assassinato ao matar o mochileiro Steven Hicks. Logo após espancar e sufocar o rapaz, Dahmer enterrou os ossos do corpo no jardim de sua casa e só foram descobertos mais de dez anos depois do crime. 

Veja também –  Atores da franquia original retornam em Um Tira da Pesada 4; confira quem

Assim, não demorou muito para o jovem tentar ingressar na faculdade. Jeffrey estudou na Universidade de Ohio por três meses, mas logo enfrentou problemas com os estudos por conta do alcoolismo. Em seguida, o seu pai convenceu o rapaz a entrar no exército estadunidense. Lá, o serial se especializou em medicina, mas também teve problemas ao ser acusado por outros soldados por estupro e envolvimento com drogas. 

As vítimas de Jeffrey Dahmer

Não diferente de outros seriais killers, Jeffrey Dahmer possuía características específicas para as suas vítimas. Geralmente, o homem optava por viajantes, fugitivos e traficantes de drogas, uma vez que estas pessoas demorariam mais para serem notadas como desaparecidas. 

A forma de matar era sempre a mesma: estrangulamento. A princípio, o criminoso matou três vítimas no porão da casa de sua avó, mas logo foi expulso do local por conta de seus problemas com o álcool e o forte barulho incômodo que fazia nas madrugadas. Sua característica psicopata, o homem guardava partes dos corpos de suas vítimas. 

Veja também –  Stranger Things pode perder definitivamente um de seus principais cenários após anúncio de venda

Logo após o episódio com a sua avó, o homem alugou um apartamento Milwaukee e lá cometeu outros 13 assassinatos. Tímido, como era descrito pelos vizinhos, Jeffrey guardava partes dos corpos de suas vítimas em sacos plásticos e os guardava na geladeira para consumo próprio ao longo dos dias. 

Prisão e morte de Dahmer: O Canibal Americano 

Sem suspeitas, Jeffrey foi descoberto por conta do forte odor que exalava de seu apartamento. Com um mal cheiro inconfundível de cadáveres, os vizinhos logo acionaram a polícia. 

Veja também –  Notre-Dame: Trailer dá spoiler de minissérie que retrata incêndio devastador

Jeffrey foi preso e enfrentou um julgamento onde foi condenado a 15 prisões perpetuas. Enquanto cumpria a sua pena em 1994, durante um dos trabalhos braçais realizados pelos presos nas penitenciárias dos Estados Unidos, o serial killer foi abordado por Christopher Scarver. Questionado pelo homem sobre os crimes conta os homens negros, os dois logo começaram a discutir. Christopher matou Jeffrey lá mesmo, aos 34 anos. 

 Dahmer: O Canibal Americano já está disponível na plataforma. 

Sobre o autor

Gustavo Souza

Mestrando em Comunicação, pesquisador em Mídia e Infância e especialista em bate-papo sobre o universo da TV, novelas, cinema e streamings.

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário