Início » Ator comenta filme de Peaky Blinders e teoriza sobre o fim da saga
Netflix Notícias

Ator comenta filme de Peaky Blinders e teoriza sobre o fim da saga

(Foto: divulgação)

Em entrevista ao site Deadline para divulgar a chegada dos novos episódios de Peaky Blinders ao serviço de streaming, Cillian Murphy disse não fazer a menor ideia de como a história será concluída, já que os roteiros do filme ainda não foram finalizados.

“Eu realmente não tenho ideia [do futuro da franquia]. Steven [o autor] sempre nos surpreende. Sempre que você lê um roteiro dele, nunca é o que você esperava que iria acontecer. Aliás, é sempre o completo oposto. Ele subverte essas histórias de gângsteres muito bem. Eu realmente não sei o que vai acontecer”.

“Eu não li nenhum roteiro do filme ou algo parecido”, entregou o ator. “Eu genuinamente não sei nada sobre o filme e ficaria extremamente animado de ler o roteiro tanto quanto qualquer pessoa. Mas acho que é bom para todos ter uma pausa. É sempre algo saudável para depois nos juntarmos de novo”.

Veja também –  Confira a sinopse do episódio final de Peaky Blinders, que terá 81 minutos

E seguiu: “Steven é incrivelmente ocupado e um roteirista muito procurado, mas eu sei que ele ama escrever Peaky Blinders acima de tudo. Ele adora isso. Então acho que, se há mais histórias para serem contadas, eu estarei lá”, acrescentou. Até sobre a morte da atriz Helen McCrory (1968-2021), Cillian também deu algumas palavras.

“Helen estava lá conosco. E foi tudo muito confuso e complicado porque a Covid-19 parou tudo cinco dias antes de começarmos a gravar a sexta temporada, e Helen estaria nela. Então nós fechamos tudo e começamos a quarentena. Eu sempre penso naquela versão e como seria se nós tivéssemos conseguido gravá-la, sabe?”.

“Mas o mundo decidiu diferente. Nós voltamos e ela não conseguiu estar conosco, então eu sempre penso nisso. Mas acho que Steve conseguiu manter sua personagem viva na trama e a manteve sempre muito presente”, concluiu o ator.

(Foto: divulgação)

Sobre o autor

João Mesquita

Comentar

Clique aqui para publicar um comentário